Apanhem a onda do surf rock na guitarra

Apanhem a onda do surf rock na guitarra

Com a ida de Dick Dale para surfar as ondas musicais noutro plano da existência, é obrigatório falar do género em que era Rei: o Surf Rock. Se nunca ouviram falar de Dick Dale, de certeza que reconhecem um dos seus temas mais populares, usada no genérico inicial de um filme chamado Pulp Fiction.

Dick Dale é instrumental - literalmente - na definição deste género nascido no final dos anos 50. Foi ele que introduziu os elementos básicos que definem o estilo que marcou uma época e influenciou guitarristas como Jimi Hendrix ou Eddie Van Halen.

Mas o que define o Surf Rock? O Surf Rock é um estilo clássico de rock, predominantemente instrumental e baseado em linhas melódicas de guitarra. Apesar da sua estrutura ser muito semelhante ao rock clássico, muito influenciado pelo blues, o Surf Rock beneficiou da introdução de escalas não-ocidentais, cortesia de Mr.Dale que era de origem libanesa e com um natural interesse por música árabe.

Os temas e a imagem assentam na vida de praia e na liberdade de cavalgar as ondas em cima de pranchas com uns calções de estilo duvidoso, e dos riscos associados. A banda sonora fantástica para uma metáfora simples da vida, numa época em que o hedonismo adolescente e o sonho da Califórnia tinham o apelo do canto das sereias.

O som clássico do Surf Rock assenta num reverb bem medido (assim para o muito), na escolha certa quer do pickup quer do local onde se toca na corda, e do uso do tremolo. Descubram em minuto e meio como apanhar a onda certa.

Se quiserem saber mais podem ver o curso completo e aprender a surfar a vossa guitarra.

O material a usar também é muito importante para se obter o som certo. A guitarra pode ser uma Stratocaster, uma Jaguar ou uma Jazzmaster. Fender, portanto. O amplificador recomendado é um que consiga produzir um reverb profundo e espaçoso, com um volume de som elevado mas definido, e a marca que o faz melhor é a Fender, outra vez. A preferência vai para modelos vintage, a válvulas.

As receitas mais populares aconselham um som limpo, com um pouco de ganho, treble lá para cima e reverb com força, para obter um som bem encharcado.

A Fender não está associada a este estilo por acaso. A marca americana tinha começado produzir as suas guitarras em massa, e Dick Dale usava uma, tendo até trabalhado com Leo Fender na criação de amplificadores que ajudaram a definir o seu som, inclusivé o primeiro amplificador de 100w da história.

O surf rock tem semelhanças com diversos estilos. Naturalmente aparentados com o blues e o rockabilly, há quem descubra ligações com expressões musicais tão diferentes como… o black metal. A única diferença é a presença de distorção. Bem, não é assim tão simples mas há quem se tenha dado ao trabalho de comparar os dois géneros.

Dick Dale foi o rei com os seus Del Tones, mas os Beach Boys foram os príncipes do surf rock. Outras bandas importantes são os Surfaris, The Chantays, The Bel Airs e até os The Mamas & The Papas entram nesta lista (California Dreamin’?). Mais recentemente, os Weezer incorporaram o surf rock no seu estilo eclético e divertido.

Porque o Surf Rock é diversão. Pode ter algumas tonalidades mais negras, mas o mar nem sempre está bom para apanhar ondas. Mas é nessa altura que se fazem as festas na areia à volta da fogueira. E se guitarras elétricas e amplificadores não se dão bem com as condições à beira-mar, podem levar um ukulele com espírito de praia e aspeto clássico, da Fender.

Estão mais familiarizados com o Surf Rock do que pensam. Existem dezenas de canções que já ouviram de certeza porque foram a banda sonora de anúncios e filmes, porque se transformaram em clássicos e nem sequer os associavam ao género. Aqui ficam algumas.

Outros acessórios importantes mas não indispensáveis são óculos de sol, camisa havaiana e um bronzeado saudável. Recomendamos o uso de protetor solar sempre que estejam na praia e evitem a exposição solar direta entre as 11h e as 17h no Verão. Nós preocupamo-nos.

O Salão Musical de Lisboa tem tudo o que precisam para se iniciarem nas artes do Surf Rock. Bem, tudo, menos camisas havaianas e protector solar. Façam-nos uma visita antes que façam um wipeout.

Publicado no dia 2019-09-02 por Salão Musical de Lisboa Atualidade 0 32

Deixar um comentárioDeixar uma resposta

Tem que ter a sessão iniciada para poder comentar este artigo.

Procurar no blog

Categorias do blog

Sem produtos

A ser calculado Portes de envio
0,00€ Total

Pagar